PORTFOLIO - BLESSED E-Book

quinta-feira, 29 de maio de 2014

6 dicas para transformar seus clientes em fãs*

Patrimônio de qualquer empresa,
clientes que viram fãs têm menor foco no preço,
trazem mais consumidores e ajudam a melhorar os negócios

O sucesso é algo certo para uma companhia que transforma seus clientes em fãs, ou seja, em seguidores fieis, segundo Marcelo Cristiano Gonçalves, sócio-diretor da Marka – A Venda Inteligente. "Bandas têm fãs, artistas têm fãs, times e esportistas têm fãs. Fãs defendem e promovem seus ídolos e nunca o abandonam. Então, imagine o que acontece quando uma empresa ganha fãs...”, afirma.

Fã e cliente – A primeira diferença é que clientes são racionais, enquanto fãs agem, muitas vezes, movidos pela emoção. “Para quem é fã de uma marca, o preço não é o fator mais relevante para definir uma compra. Fãs de uma empresa compram por causa do sentimento e do laço afetivo, da identificação que têm com uma marca”, explica o especialista. Por isso, é mais fácil convencer um fã a comprar do que um cliente – pois este depende de fatores racionais para decidir-se.

Outra diferença importante é o nível de interação com a marca. “Cliente não reclama quando há algo errado. Ele simplesmente deixa de comprar”, sentencia Gonçalves. Por isso, ao angariar fãs, as empresas ganham a chance de ter pessoas fazendo críticas construtivas à sua marca, sem abandoná-la na primeira vez em que houver algo errado. Assim, ganha-se tempo para corrigir o erro, melhorar os produtos e serviços e conquistar mais clientes, proporcionando ao fã a oportunidade de continuar recomendando sua marca – algo que clientes nem sempre fazem.

Para o especialista, há ainda uma terceira diferença: o tíquete médio. Um fã gasta mais que um simples cliente. “Eles são a minoria, mas têm alto poder de consumo. São 20% dos clientes que correspondem a 80% do faturamento da empresa”, avalia Gonçalves. Por isso, é fundamental tratá-los bem e mantê-los junto à empresa, para que ela continue crescendo de maneira saudável. A seguir, Marcelo Gonçalves dá seis dicas para cultivar os fãs em qualquer empresa:

Dica 1: Cadastre todos os clientes - Treine seus funcionários para cadastrar todos os clientes e associar todas as vendas ao cadastro dos clientes. “Com isto, ficará fácil você saber quais são os 20% dos clientes que mais gastam em sua empresa.”, ensina Gonçalves.

Dica 2: Esteja próximo de seus fãs - Pesquisas, eventos (como cafés da manhã), uso dos recursos do sistema CRM: ferramentas não faltam para aproximar as marcas de seus fãs. Um exemplo é configurar o sistema para que ele avise sempre que um fã estiver realizando uma compra. Assim, cada vez que isso acontecer, um funcionário da empresa deve estar preparado para atender, entender e perceber características e necessidades destes clientes. “Aprenda, aprenda, aprenda com seus fãs. Prepare sua empresa para atender cada vez melhor este pequeno publico que corresponde à maior parte do faturamento”, incentiva Gonçalves.

Dica 3: Pare de dar um bom atendimento – O especialista defende que “bom atendimento” qualquer empresa pode dar, até mesmo a concorrente, já que é isso que qualquer cliente espera. “Clientes fãs não querem simplesmente ser atendidos, eles querem se relacionar com a empresa. Eles querem produtos que atendam ao seu estilo de vida, querem ser surpreendidos, querem ser tratados como únicos e perceber que a marca tem intimidade com seus anseios”, destaca o especialista. Por isso, defende, o ideal é ter um padrão de relacionamento com o cliente.

Dica 4: Envolva sua equipe – Todos os funcionários devem fazer parte do processo de criar e manter fãs para sua empresa. Por isso, é preciso, frequentemente, discutir alguns pontos importantes, como o que fazer para incentivar o cliente a voltar na próxima vez; de que maneira transformar sua empresa na primeira opção de compra de um consumidor; e como aumentar o número de clientes fãs da empresa.

“Lembre-se: Compartilhamento gera comprometimento. Mais importante do que ficar somente treinando os funcionários é criar um ambiente colaborativo, onde todos se sintam engajados e comprometidos em fazer o cliente voltar na próxima vez e nas demais, até que se torne um fã incondicional da sua empresa“, avalia Gonçalves.

Dica 5: Mantenha o foco no cliente, não no concorrente – É inevitável que, quando uma empresa cresce, o dono não esteja mais tão envolvido no dia a dia operacional, e afaste-se do contato direto com os clientes. “É justamente nesta fase que as empresas passam a ter mais foco no concorrente do que nos clientes e começam a ter maiores dificuldades para o crescimento”, alerta Gonçalves. Por isso, aconselha, é preciso criar estratégias para que o negócio volte a ter o foco no cliente. Assim, estando próximo dos clientes e dos fãs, os resultados podem ser surpreendentes.

Dica 6: Mexa-se – Para que uma empresa conquiste fãs, ela precisa se diferenciar. “E, para diferenciar-se, é fundamental estar aberto em melhorar os processos a todo tempo e a todo momento”, sugere o especialista.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Aidala - Plano de Marketing e Vendas para Empreendedores*


A ferramenta Aidala - Plano de Marketing e Vendas para Empreendedores é indicada para empreendedores sem experiência em planejamento de vendas. Serve para fazer um planejamento de marketing e vendas, considerando as limitações de recursos, tempo e conhecimento do empreendedor. Um dos planejamentos mais importantes para o sucesso do negócio é o de marketing e, principalmente, vendas.




Leia também:






segunda-feira, 19 de maio de 2014

70-20-10 para Pequenas e Médias Empresas*


A ferramenta 70-20-10 para Pequenas e Médias Empresas apresenta técnicas para melhorar a performance e adicionar um elemento essencial para o sucesso: o envolvimento de todos os colaboradores.

É indicada para empresários de empreendimentos de pequeno e médio portes em busca de melhor desempenho, pois serve para incentivar a equipe a participar ativamente dos processos de progresso e inovação.



Leia também:




domingo, 18 de maio de 2014

Marketing Pessoal no Twitter*

Alberto Valle*

A utilização do marketing pessoal no Twitter é fundamental para qualquer plano de marketing pessoal nas redes sociais já que é uma das mídias sociais mais usadas no mundo inteiro. Porém, criar uma marca pessoal no Twitter, não significa apenas criar um perfil e sair postando qualquer coisa. Como tudo no marketing digital, é necessário traçar um plano de ação para essa mídia específica.

O objetivo de criar uma estratégia de marketing pessoal no Twitter é alinhar esta ferramenta com as outras redes sociais como elementos essenciais de uma presença pessoal sólida na internet como o Blog Pessoal, LinkedIn e Facebook.

Por que ter uma estratégia de marketing pessoal no Twitter?

Twitter é uma das redes sociais de maior crescimento e alcance no mudo e só por isso já mereceria um lugar em seu marketing pessoal na Internet, mas esse não é o ponto. O fator mais importante para a incorporação do Twitter à sua presença digital é a velocidade e penetração que essa rede tem no mundo digital. Em uma estratégia de marketing pessoal digital, o Twitter funciona como um verdadeiro porta voz das suas atividades, tanto no mundo físico quanto no mundo virtual.

Agregando o Twitter às suas ferramentas de Personal Branding nas redes sociais, você conseguirá criar um canal ágil, rápido e de grande alcance para divulgação, por exemplo, dos artigos publicados em seu blog pessoal. Essa inclusive é uma estratégia clássica de marketing nas mídias sociais.

Para que essa estratégia tenha sucesso, é necessário determinar alguns parâmetros iniciais, diretrizes para estruturar seu marketing pessoal no Twitter. Vejamos algumas:
  • Qual será o conteúdo publicado em sua conta no Twitter?
  • Qual será a constância de atualização?
  • Que meios você possui para fazer essas atualizações?
  • De que forma você conquistará uma base de seguidores sólida?
  • Qual será sua linha de interação com estes usuários?
  • Como será feita a integração do Twitter às suas outras redes sociais?

Definir estes primeiros passos é importante para que sua presença no Twitter tenha relevância suficiente para despertar atenção das pessoas que você deseja impactar com sua presença. Criar uma conta no Twitter para ficar publicando coisas como “Indo almoçar...” ou “Voltando da academia...” não faz o menor sentido. Ou você se estrutura devidamente, ou melhor nem começar.

Conheça as ferramentas do Twitter antes de começar a usar.

Como em qualquer rede social utilizada no marketing pessoal, no caso do Twitter é importante que você conheça a ferramenta antes de qualquer outra coisa. O microblog tem características e rituais próprios que o diferencia de outras redes sociais. O #Hashtag, Retweets e Follow Friday são algumas das ferramentas e rituais do Twitter que você precisa dominar para criar uma presença agradável, proveitosa e interativa nesse canal.

E você? Já tem sua estratégia de marketing pessoal no Twitter?

sábado, 17 de maio de 2014

Marketing Pessoal no Facebook*

Alberto Valle*

Criar uma estratégia bem definida de marketing pessoal no Facebook é uma das etapas fundamentais para quem deseja criar uma presença sólida no mundo online. Em função da penetração que o Facebook atingiu junto ao público conectado, os perfis e páginas no Facebook se transformaram em um ótimo espaço para promoção pessoal e relacionamentos de negócios, chagando ao ponto de rivalizarem com o LinkedIn no que diz respeito a processos de seleção.

Em função dessa relevância seu marketing pessoal no Facebook deve ser alvo de um planejamento cuidadoso no processo de criação da sua marca pessoal na internet. Muitas vezes, as pessoas se preocupam muito com a estrutura e informações de seu perfil no LinkedIn e deixam o Facebook em segundo plano, esquecendo-se que muitos recrutadores buscam também no Facebook informações sobre os profissionais que estão sendo analisados em seu processo seletivo.

Diretrizes para seu marketing pessoal no Facebook.

Em primeiríssimo lugar, tenha em mente que o seu perfil ou página profissional no Facebook não é um espaço para “recreação” onde você publica o que lhe vier à cabeça. Um dos fundamentos de uma estratégia de marketing pessoal na internet é justamente a coesão dos elementos, por isso, não faz sentido ter um perfil bem estruturado e altamente profissional em outras redes sociais e deixar seu perfil ou página no Facebook com uma conotação amadora e displicente.

Comece por traçar as diretrizes editoriais e de segurança da sua presença no Facebook. Escolha muito bem o conteúdo que será publicado e quem poderá ou não ver e comentar esse conteúdo. O marketing pessoal no Facebook é um trabalho de construção de imagem pública e por isso você deve estar sempre no controle do que é publicado em sua timeline.

Outra recomendação importante para seu marketing pessoal no Facebook é não agir por impulso. Não publique ou “Curta” qualquer coisa que você vê pela frente. A partir do momento em que você traça um plano de marketing pessoal na internet, você se transforma automaticamente em um curador de conteúdo, o que lhe traz uma responsabilidade muito grande sobre tudo que é publicado em seu blog pessoal ou redes sociais.

Tenha sempre em mente que um dos fundamentos do marketing pessoal em redes sociais é justamente oferecer conteúdo que ajude as pessoas de alguma forma.

Facebook Marketing pessoal – Perfil ou Página?

Esse é um dilema para muita gente. Em termos de Facebook Marketing empresarial, temos como premissa que uma presença corporativa deve sempre ser representada por uma página, mas em marketing pessoal ainda há muita controvérsia. Os perfis têm a famosa limitação de cinco mil amigos (por enquanto), mas, se formos analisar, isso não seria um grande problema para personal branding no Facebook já que, a não ser que você seja um pop star, dificilmente terá mais de cinco mil contatos. Outro problema seria a falta de aplicativos para perfis, o que restringe um pouco as funcionalidades a serem instaladas e configuradas.

Por outro lado, se você criar sua marca no Facebook usando uma Fan Page, não terá acesso à participação em Grupos do Facebook, uma importante ferramenta para o marketing pessoal nesta rede, principalmente para a construção do seu network.

O marketing pessoal no Facebook é, sem dúvida, uma ferramenta fundamental para seu marketing pessoal nas redes sociais. Mas, como tudo em termos de marketing digital, exige estudo e planejamento inicial.


sexta-feira, 16 de maio de 2014

Importância do Blog no Marketing Pessoal*

Alberto Valle*

O blog é um dos principais elementos de qualquer estratégia de promoção online. Criar um blog pessoal para sua estratégia de marketing pessoal nas redes sociais é uma maneira fácil de deixar públicos seus pensamentos, ideias, opiniões e conhecimentos, e melhor, você pode fazer isso sem nenhum conhecimento de programação, nem mesmo HTML. O blog é o lugar ideal para colocar seus pontos de vista e interagir com os usuários, fortalecendo assim sua imagem e ampliando se network profissional.

Atualmente, qualquer um pode ter um blog, bastando para isso criar uma conta em uma plataforma de blogging livre como WordPress ou Blogger, configurar o blog e começar a escrever seus artigos. Em função da importância do blog no marketing pessoal, você pode optar por uma solução mais profissional, e eu recomendo isso, pode partir para a aquisição de um domínio próprio e instalação do WordPress. Os recursos nesse caso são ainda maiores e o domínio próprio dá um ar bem mais profissional à iniciativa.

blog representará seu conhecimento e funcionará como hub de toda sua atividade nas redes sociais. É no blog que você plantará as sementes dos seus relacionamentos. Em uma estratégia de marketing pessoal e redes sociais, você precisa ter um ponto centralizador das ações e esse ponto é o seu blog. É nele que você mostra o seu conhecimento e compartilha suas realizações. Uma verdadeira vitrine pessoal.

O conteúdo do seu blog pessoal.

A questão de conteúdo não é problema justificável para não criar um blog pessoal para incorporá-lo ao seu plano de marketing pessoal na internet.
  • Se você está procurando um emprego, pode escrever sobre os problemas da sua área de trabalho e demonstrar que entende o seu segmento e que o empregador pode estar diante de um colaborador em potencial;
  • Se você é um consultor, você pode escrever seus pensamentos, trabalhos e pesquisas sobre o seu segmento de atuação;
  • Se você é um artista, você pode criar um portfolio online, publicar fotos de seu trabalho no blog, detalhar projetos e outras formas de divulgação das suas realizações;
  • Se você é empresário, pode colocar em seu blog a missão e valores da sua empresa, assim como explicações sobre o segmento e perspectivas.
Em termos de marketing pessoal nas mídias sociais, não vejo como estruturar uma campanha sem a presença de um blog, já que ele é a única mídia social que proporciona tamanha área de desenvolvimento e publicação de conteúdo organizado, com flexibilidade e recursos.

O sentido do blog no marketing pessoal.

Um plano de marketing pessoal na internet passa obrigatoriamente pela exposição pessoal para que recrutadores, clientes e parceiros comerciais em potencial, possam conhecer você mais profundamente. O blog é a ferramenta mais indicada para alcançar este objetivo.

Além de tudo que já foi dito em termos de criação de relacionamentos, é o blog que irá dar a você exposição nas páginas de respostas de pesquisas realizadas no Google, por exemplo. O marketing pessoal no Google é uma importante ferramenta para divulgação da sua marca pessoal, e o blog é a melhor ferramenta para isso.

Por isso, quando estiver planejando a criação da sua marca pessoal online, não se esqueça da importância do blog no marketing pessoal, pois ele é o principal alicerce de todas as outras ações.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Plano de Marketing Pessoal na Internet*

Alberto Valle*

A elaboração de um plano de marketing pessoal na internet é o primeiro passo para a criação de uma presença digital eficiente e de alto retorno. Como em qualquer área do marketing digital, uma estratégia de marketing pessoal deve ser precedida de um planejamento estratégico detalhado para que você não se perca em suas ações e consiga extrair o máximo dos recursos envolvidos.

Ao detalhar em mínimos detalhes seu plano de marketing pessoal na internet você consegue criar uma sinergia entre as ações e com isso aumenta de forma significativa a eficácia dos meios utilizados. As ações de marketing online têm a característica de emprestarem força umas às outras, o que exige que seja feito um planejamento, tanto no que diz respeito aos meios que serão utilizados, quanto no cronograma das ações.

Detalhamento é essencial em um plano de marketing pessoal na internet.

Mesmo não sendo um expert em marketing digital, existem algumas providências que você pode tomar. Abaixo colocamos alguns exemplos:
  • Um plano de marketing pessoal na internet deve ser objetivo;
  • Defina de forma bem clara quais são os seus objetivos;
  • Identifique o público-alvo das suas ações;
  • Liste todos os canais que você pretende usar;
  • Defina qual será a frequência de suas ações de marketing pessoal;
  • Tenha muita disciplina.
Não adianta de nada você criar um blog pessoal e perfis nas redes sociais e sair postando sem o menor critério ou frequência. Isso enfraquece o seu plano de marketing pessoal online. Questões sensíveis ao marketing digital, como o marketing de busca, por exemplo, exigem coordenação. O conteúdo publicado em seu blog pessoal é seriamente afetado no posicionamento nas páginas de respostas do Google, por algumas ações nas mídias sociais.

Um dos principais obstáculos para a criação de uma estrutura de marketing pessoal online está na tão alegada falta de tempo. Pois é, se você não planejar os passos do seu projeto de Personal Branding Online, aí é que vai faltar tempo mesmo.

Comece seu plano de marketing pessoal online pelas bases.

Uma boa ideia é definir inicialmente qual será a base da sua estratégia. Um blog pessoal, artigos publicados em outros blogs, sites ou redes sociais podem ser o hub das suas ações. A partir dessa base, passe para a etapa de complementação e propagação da mensagem. Não se esqueça de listar também as possíveis ações para divulgação desse trabalho no mundo off-line também. Tudo deve estar integrado dentro de um plano global de marketing pessoal.

Sem um plano de marketing pessoal na internet, você corre o risco de ver seus esforços se perderem por falta de organização, ou então, ficar desanimado pela falta de tempo ou ausência de resultados.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

5'S para Empreendedores*

5'S para Empreendedores são uma das técnicas mais populares de gestão da qualidade no mundo. Desenvolvidos no Japão por Hiroyuki Hirano, os 5'S são usados por empresas de todos os portes e até por pessoas físicas em sua vida pessoal. Mais do que uma técnica, é uma filosofia para manter o local de trabalho, a  empresa como um todo e até a vida de forma organizada, limpa e eficiente. Por ser de fácil entendimento, apesar de exigir muita disciplina em sua implantação, pode ser muito útil para empreendedores que querem criar organizações eficientes. Esta ferramenta traduz o conceito dos 5'S em um formulário simples, que pode ser usado pelo empreendedor e também por seus colaboradores.

Assim como algumas palavras que usamos do inglês, os 5'S são as letras iniciais das palavras em japonês:

- Seiri (Classificar);
- Seiton (Organizar);
- Seisô (Limpar);
- Seiketsu (Padronizar);
- Shitsuke (Manter).

Leia também:

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Recrutar é um talento*

Clique na imagem acima e faça
o download gratuíto do e-book.

Um dos maiores desafios enfrentados pelos empreendedores está ligado à gestão de pessoas. Por isso, o e-book Recrutar é um talento foi desenvolvido pela Endeavor em parceria com a Catho Empresas, para que você tenha acesso às dicas e aos aprendizados dos maiores especialistas em recrutamento do país. Entenda como conquistar os jovens profissionais e passe a enxergar o processo de seleção da sua empresa com um foco mais estratégico.

Mais do que em qualquer outra época, os melhores profissionais têm boa formação acadêmica, MBA, falam mais de uma língua e já viveram em outro país. Eles querem tudo muito rápido e acelerado em suas carreiras. Eles sonham alto e buscam significado. Atrair esses profissionais é agora um novo aprendizado, que pode fazer a diferença no sucesso de qualquer empresa. Por isso, descubra em Recrutar é um talento:
  • As tendências do mercado de trabalho e como lidar com essa nova geração de jovens profissionais;
  • Como e por que dar um foco estratégico para o processo de recrutamento;
  • Como criar um processo de recrutamento e seleção eficiente para atrair e selecionar os melhores candidatos para a sua empresa.
Clique na imagem acima e faça o download gratuíto do e-book Recrutar é um talento.

terça-feira, 6 de maio de 2014

5 sinais de que você está sendo o problema de seu negócio*


A ideia de empreender agrada porque ser seu próprio chefe – e chefe de outras pessoas – é mais atraente do que trabalhar para alguém.

Mas, os problemas não somem automaticamente quando você começa seu negócio. Pelo contrário, é preciso lidar com clientes, investidores, funcionários e regras. Prestar mais atenção no próprio comportamento também faz parte de empreender. O site da Inc. elencou cinco sinais de que você está sendo o problema no seu negócio, mas a situação é reversível.

1-A. Você subestima as pessoas. Ocasionalmente, erros são cometidos na contratação de um funcionário, mas se os integrantes de sua equipe interpretam mal suas instruções, talvez você não esteja se comunicando com clareza.

1-B. Como reverter a situação: Você precisa de ajuda para se comunicar. Isso significa até contratar um assistente que interprete aquilo que você fala, mas esse tipo de pessoa é difícil de encontrar. Uma saída melhor é recorrer a um coach que desenvolva essa habilidade em você aos poucos.

2-A. Você recebe muitos pedidos de demissão. Por que as pessoas continuam a deixar o trabalho? Analise as seguintes perguntas e veja se elas não se aplicam a você: Você não promove funcionários internos? Faz anos que você não oferece um aumento? Você limita os aumentos de salário a 5%, mesmo contratando um funcionário de fora por mais dinheiro? Você responde a feedback negativo punindo a pessoa? Você não valoriza conquistas de seus profissionais?

2-B. Como reverter a situação: Agradeça críticas construtivas, elas dão uma noção melhor do que acontece de fato. Trate seus funcionários como peças valiosas da equipe, e não só como pessoas que devem o trabalho a você.

3-A. Você posta comentários anônimos mal educados na internet. E está errado em pensar que isso não tem nada a ver com o trabalho.

3-B. Como reverter a situação: Pare de ser um anônimo mal educado. Trace o objetivo de encontrar cinco coisas positivas por dia que pessoas ao seu redor fazem. Você pode até começar a fazer comentários positivos na internet, mas melhor ainda é direcioná-los à sua equipe. Sua atitude vai gradualmente mudar, e aquilo que você achava irritante na internet antes você nem perceberá mais.

4-A. Você tem discussões com pessoas de opiniões diferentes das suas. Você não fisgou aquele cliente porque ele não queria fazer negócios com alguém como você. Você está pagando um aluguel caro pelo escritório porque o corretor de imóveis tem preconceito com qualquer que seja a sua crença. Há sempre algo de errado, mas o fator comum parece ser você. Faz sentido?

4-B. Como reverter a situação: Você realmente perdeu o cliente porque ele não foi com a sua cara ou será que sua proposta não era tão boa quanto a do concorrente? A questão do aluguel é por causa de suas crenças, ou será que simplesmente você não tinha um histórico com imóveis e os corretores decidiram apostar em você? Você pode estar frequentemente colocando a culpa em coisas que fogem de seu controle, em vez de canalizar suas energias para fazer o melhor que pode.

5-A. Você precisa se impor para ser ouvido. Se você aumenta o volume de sua voz ou usa um vocabulário inapropriado no ambiente de trabalho, você está se impondo de forma errada. Intimidar para chamar a atenção de funcionários é um sinal de má liderança. Sua equipe só leva sustos quando você grita porque você teve que chegar a esse ponto.

5-B. Como reverter a situação: Junte seus funcionários e peça desculpas pelos gritos disparados. Deixe claro que você sabe que é um hábito negativo e que você mudará. Na próxima vez que levantar a voz, deixe R$ 5 para sua equipe. Em troca pelo comportamento bom, diga a seus profissionais que você espera que eles prestem atenção no que você fala quando está calmo.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

5 Forças de Porter (Classico)*

Clique na imagem e faça o download
da ferramenta 5 Forças de Porter.


5 Forças de Porter é uma ferramenta indicada para organizações de todos os tamanhos. Serve para analisar o ambiente competitivo em que a organização está enquadrada e para determinar o melhor posicionamento do negócio diante dos concorrentes. É útil porque o empreendedor passa a ter uma visão mais abarngente da concorrência e de como pode tirar proveito disso.




Leia também:






domingo, 4 de maio de 2014

4P's da Gestão da Inovação para PME's*

Movimento Empreenda BBN
Clique na imagem e faça o
download da ferramenta 4P's
.


Sua empresa precisa de inovação? Com a ferramenta 4Ps da Gestão da Inovação para PME's você poderá organizar melhor sua capacidade de inovação para torná-la mais competitiva de forma contínua. Ela é útil porque oferece uma visão abrangente sobre como a inovação pode ser gerida em organizações de menor porte, embora também possa ser usada em negócios maiores.

Bem-sucedida no planejamento de marketing, a abordagem dos 4P's foi adaptada para a área de inovação seguindo a mesma lógica, com quatro áreas de decisão: propósito, processos, pessoas e políticas. O empreendedor deve se atentar a todas elas para fortalecer sua capacidade de inovação ou consolidar um bom modelo já existente.

sábado, 3 de maio de 2014

03 de Maio - Dia Mundial da Liberdade de Expressão, de Imprensa e de Informação*

Liberdade de Expressão no Brasil*

A UNESCO promove a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa como um direito humano fundamental por meio de atividades de sensibilização e monitoramento. A Organização também advoca a independência da mídia e o pluralismo como pré-requisitos e fatores principais de democratização e construção de paz e tolerância ao prover serviços de assessoria em legislação midiática e sensibilização de governos, parlamentares e demais tomadores de decisão.

Liberdade de imprensa em todas as plataformas

Como agência das Nações Unidas com mandato específico de promoção da liberdade de expressão e, consequentemente da liberdade de Imprensa e da liberdade de informação, a UNESCO considera esses direitos fundamentos cruciais para democracia, desenvolvimento e diálogo, e como pré-condições para proteção e promoção de todos os outros direitos humanos.

UNESCO facilita o diálogo entre partes interessadas e mobiliza serviços de assessoria a favor de ambientes legais e regulatórios que conduzam à liberdade de expressão. Suas ações buscam desenvolver, em concordância com padrões internacionais, leis de Imprensa, legislação sobre liberdade de informação e um marco de ação que possibilite a liberdade de expressão na internet.

O avanço da liberdade de imprensa a todos os tipos de mídia inclui esforços de monitoramento, sensibilização e defesa, como a celebração anual do Dia Mundial de Liberdade de Imprensa, no dia 3 de maio, e o Prêmio UNESCO/Guillermo Cano de Liberdade de Imprensa Mundial. Além disso, a Organização contribui com o fortalecimento dos padrões profissionais por meio de capacitação e mecanismos de autorregulação (como os códigos de ética, conselhos de imprensa e in-house news ombuds). Em tudo isso, a UNESCO segue a abordagem de sensibilização da igualdade de gênero e presta especial atenção a países em conflito, pós-conflito e em situações de transição.

Liberdade de expressão no Brasil

O Brasil presenciou a instalação de um marco constitucional pós-redemocratização de indubitável garantia das liberdades de expressão e de imprensa, o qual, adicionalmente, lançou as bases para a instalação de um sistema de comunicação social em consonância com os regimes internacionais mais avançados na matéria.

A Constituição Federal brasileira assegura aos cidadãos um amplo acesso à informação a partir de diferentes e variadas fontes, dentro de um ambiente democrático, que garanta as liberdades de expressão e de imprensa. Entretanto o país ainda enfrenta defasagem em seu marco regulatório no campo da mídia.

A Constituição Federal de 1988 conta com uma legislação infraconstitucional que data de 1962 e, portanto, não responde aos desafios políticos e sociais postos e pela nova realidade social brasileira e, tampouco, atende à inquestionável revolução tecnológica pela qual passou e passa o setor. O país tem ainda de avançar em relação a diversificar suas fontes de informação, ampliando-as a canais governamentais e comunitários.

UNESCO coopera com organizações que desenvolvem ações nos campos de garantia da liberdade de expressão e de imprensa, de monitoramento da mídia, de qualificação de redações, de fiscalização, e que promovem a discussão sobre políticas públicas de comunicação e de direito com o objetivo de produzir transformações nas amplas questões relacionadas à mídia.

PARCEIROS DO BLOG

DanielJaremenkoGO's Parceiros do Blog album on Photobucket

ANUNCIE AQUI!
(62) 8403-2477 |
Skype: monica.jaremenko
blessed.bonsnegocios@gmail.com
Missão:
Atender às demandas dos clientes na criação e gestão de redes sociais, com ética, dedicação e transparência, prestando serviço de alta qualidade, sendo facilitador da comunicação entre clientes e leitores de redes sociais.
Princípios:
Princípios cristãos.
Visão:
Clientes e leitores de redes sociais satisfeitos e bem informados.